Best*

quinta-feira, 23 de julho de 2009

O meu peito e o coração!


Põem a mão no meu peito,
E sente a intensidade,
É algo muito superior ao meu respeito,
É ter expressão de liberdade.

Eu sou o mundo,
E o meu coração o seu centro,
Cada batimento é um impulso,

Sonhar alto é o mais correcto.


Vejo a sensação de injustiça,

Nos olhares dos homens,

Hipócrita é a nossa justiça,
Ao momento de criar cada vez mais desordens.

Vejo lágrimas de incapacidade,

E eu sem poder fazer nada,

Vejo falta de liberdade,

E parte da nossa sociedade intacta.


Eu lutei e senti,

Que os sonhos são reais,

E dentro deles eu já vivi,

E Não são nada mais que oportunidades leais,

E a minha vontade,
A vontade que eu sempre impingi.


Sempre lutei e reagi,

Mas eu conheço gente que com uma vida de merda,

E que mesmo assim estão sempre a sorrir,

Fico impávido,
São verdadeiros conselheiros da derrota,

Esperando por uma vida boa,

Mas sempre com caras de idiotas.


Mas as contrariedades são tantas,

E eu mesmo não querendo imaginar,

A pobreza da nossa população não me espanta,

Mas mesmo assim as dificuldades eu quero enfrentar,
Sem querer magoar,
Porque a derrota não marca apenas o meu destino,

Mas Marca sim,

O destino de todos aqueles que por mim sofreram,

Lágrimas verteram,

E o coração nas minhas mãos meteram.


Abre a janela,

Ou seja um sorriso,

Dentro de ti tens uma capela,

Mas não é por isso que não sai nenhum improviso.

Sente a sensação de lidares com o hip hop,

É como a melodia de um guizo,

Mesmo não estando a ouvi-la,

Tens a sensação de que esta sempre no nosso ouvido,

E verás o porquê da nossa sinceridade,

Exprimimos tudo o que achamos,

Temos a expressão de liberdade,

Somos um exemplo para toda a sociedade,

Damos exemplos,

Ou seja,
Falamos de tudo,
O que conquistamos ou que não obtivemos,
Mas somos fieis,

Com a falsidade não lidamos,

E somos bastante reais,

Somos a voz do povo,

E os merdas,

Para quem acha que somos meros animais.


Canta,

E verás que a tua expressão será muito mais eficaz,

Grita,

E sentes que o teu coração se mantém em paz,

Ignora,

Todos aqueles que te acham parvo mas mais são eles aliás,

Respeita,

E verás que quem tu gostas te serão mais leais,

Jura,
Que pela musica não deixaras alguém ser empurrado só porque não foi capaz.


FIZZ_FEAT_CHULLAGE___ROSSANA_-_VIVEMOS_AS_SIRENES.mp3 -