Best*

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

A história que eu quis criar.


Conta-me…e sentirás,

Ouve-me…e perceberas,

Pensa…

e tu…

Entender-me-ás.


Vejo meros olhares,

Imagens sentidas,

Tantas Visões interrompidas,

Prisioneiras das cordas vocais,

Livros de historias repetidas,

Lendas Bastante reais,

Soldados da ruas escondidas,

Sonhos de varias vidas impedidas,

Nome de soldados imortais.


Bastou seguir por uma linha continua,

Acabaram por ser mortais,

Historias de crianças perdidas,

Ofuscadas pelos pais,

Milhares de talentos escondidos,

E ver mortos vários amigos leais,

Tornar o real em perigo,

E apagar a amizade de várias décadas percorridas,

Por meros capitais.


Amizade é isto,

É seres trocado pelo inimigo,

Apunhalando-te por trás,

Veres-te sinceramente vigiado,

Nas tuas veias corre o sangue de um menino,

Que nunca desiludira seus pais,

Protege carinhosamente os seus amigos,

Dando o seu corpo as balas,

Para ver se os teus sonhos algum dia alcançaras,

Verte sorrir do céu,

Ou cá em baixo a pensares em mim,

Destapa-te desse teu véu,

E mostra o teu sincero acto de carinho,

És forte e corajoso,

As ruas são tuas,

Não precisas de pisar o próximo traço contínuo,

Porque a sorrir a tua vida mudas!


As vidas são sangrentas,

Quando menos esperas intervir,

O mundo é o ceio,

E a tua crença neste mundo tem de surgir.


Vejo lágrimas de solidão,

Por estarem neste mundo cão,

Sentem o que não sentem,

E a sua vida é uma questão,

Que toda a gente lamenta,

É o rasgar dum enorme coração.


Sentes a vida a fugir,

A alma a escorrer,

O coração partir,

E o coração a tornasse violeta,

O sangue estanca,

E tu sem poderes fazer nada,

É a situação que a sociedade não alcança,

É como ver o meu coração espetado numa estaca,

E assim a tua vida parece que amas,

Com o sonoro dos violinos,

Tu a vida dos outros reclamas,

Não sentes que o que interessa é o silencio dos sininhos,

Pensas que a vida é feita de anjinhos,

Mas o teu olhar atormenta,

E faz com que eu cometa,

Um quebrar da alma,

Ou um pequeno sinistro,

Um olhar deserto,

Um coração divino,

Uma alma descoberta,

Uma compaixão infinita.


É sempre a mesma cena,

Uma pequena historia,

Em que eu fui o actor,

Que o papel principal desempenhou,

As lágrimas escorridas,

Pareciam verdadeiras,

E cheias de dor.


Não quero magoar mais gente com esta historia,

Porque se é para viver triste,

Sou meramente um triste sonhador.


Mais vale recompensar a alegria,

A quem eu sempre causei dor,

A alegria sentida,

A quem eu via falta de amor,

O sorriso rasgado,

Pensando e querendo ser sonhador,

É fácil de existir,

Porque se a vela não se apagar,

Vais cumprir,

E o sonho vais alcançar,

Eu sobrevivi,

E neste momento é sempre a ganhar.


A tua sinceridade,

É a minha paixão infinita,

Infinitamente perdido,

Pela tua convicção sofrida,

Mas sempre a com a lealdade adquirida,

Onde os sonhos são possíveis,

E a solidão se afasta,

Os teus amigos são sensíveis,

A tua versão angustiada,

Onde eu sou um exemplo,

Da fama conquistada,

Sou um mísero mc,

Que o que escreve,

É pela alma,

e dormente se mantém intacta,

Apenas jurando ser um ser lindo,

Ofuscando a sensualidade interessante,

Pelo um único caminho,

Concretizar um sonho,

Um sonho de menino.


Um amigo,

É aquele que nos é atencioso,

Dá o coração dele,

Mesmo sendo o cenário,

Um palco perigoso,

Sorriso na face esbocei-a,

Olhos cintilantes postos na plateia,

Tentado concretizar um objectivo,

Deixar-te imensamente feliz,

Sem que nunca te deixe ferido,

É um orgulho para mim,

Ser para ti um ser querido.


Lembra-te do dia em que nos conhecemos,

Éramos putos,

Gigantes em problemas,

Não fomos feitos pós estudos,

Mas passávamos sempre cheios de esquemas,

A vida não nos programa a opção mais fácil,

Danos sim uma lição,

Do que é viver sem prática,

E tudo se resume,

A nossa vida é curta e cheia de ilusão.


Vivemos sem objectivos,

Ou compromissos equivalentes,

Somos quem somos,

Mesmo sozinhos,

Temos de ser valentes,

Se fores fraco e triste,

Um dia dirás que da tua vida te arrependes,

Porque não quiseste pensar,

Apenas sorrias,

Para os outros contentares,

A tua vida complicava,

E tu a ti te enganavas,

Eras estúpido e sem preconceitos,

És um desgraçado,

Esperas ser o que na vida,

Se nunca tiveste um objectivo que te afectasse,

Era fácil mentir,

E dizer que eras o próximo micke tyson,

Levas como murros nessa tromba,

E tu não choras,

Para demonstrares que não és um fraco,

Sorris,

Com esse sorriso,

Mal desenhado.


Eu risco uma linha inteira,

O meu caderno esta uma confusão,

Escrevo de tudo a minha maneira,

Sempre tentando concluir o meu objectivo,

Uma imagem do meu coração,

Ele arde e apaga,

Por momentos que vivi,

Uns mais difíceis,

Outros assim-assim,

Em que eu os resolvo,

Mas Sentimentos eu perdi.

Um pedaço da minha vida,

Dentro de uma caixa de papelão,

Memorias por lá preenchidas,

Vários momentos de solidão,

Instantes sorridentes,

Não é ilusão,

É a minha vida retratada em pequenas peças,

Em que puzzle me constitui.

É um retrato,

O meu,

O do João.



26 comentários:

Anónimo disse...

Uau, tu escreves pa caramba ;D

Anónimo disse...

Vê-lá se continuas assim, e quando fores famoso lembra-te aqi de mim, ahah x'D
A photo está engraçadinha :P
(RAQEL)

Anónimo disse...

tens bue jeito pa coisa socio , juro ! mas mesmo bóóéé :D parabéns !

Anónimo disse...

tens muito jeito para isto =))**
beijo grande

Anónimo disse...

SIMPLES AMO-TE <3

Mano ama ... sonha e deseja @

Ate um dia ...

Meu guerreiro de nostalgia 88

Anónimo disse...

muito forte mesmo :D Major

Anónimo disse...

ta bacano puto,i qualqer dia seras um genero de F.P.jr

Anónimo disse...

Daaaass, dás-lhe nas horas (a)
Ganda machine mesmo :b
Beijinho TOTO
(já deves saber quem sou :b)

Rita disse...

Whoah, mesmo giro :)

Anónimo disse...

muito bom mesmo! :)
inês

Monica disse...

Excelente (;

Anónimo disse...

Fogo, para além de defenderes bué, também sabes escrever :)

Mário, jovem guarda-redes 8D

Anónimo disse...

acho que tens que te dedicar a escrita não ao futsal xD...

na brinca puto!!
continua :)

abraço deficiente

by: marco

David disse...

Muito bom ;)

Anónimo disse...

Escreves mesmo bem *.*
gostei mesmo :'D

beijinhos* (M)

Anónimo disse...

eia man :O
tu escreves tão bem *.*
também quero (aa)
que continues , um grande beijinho da ritaa :b

Sarosqi disse...

eu ja nem te deixo comentárioas aqui porque tou-me sempre a repetir , tu já sabes o que eu acho da tua escrita... desde o inicio quando eram meros rascunhos eu sempre disse qe ias ser grande :D

amo-te <33 sarosqi*

Anónimo disse...

mt bom exe texto mano!
cada vez ke escreves tas a melhorar cada vez mais!
A parte do amigo ta mta bakana! ;)
Continua mano o caminho é em frente...
Abraço

Diogo F.A.P.O.C 5#

ritinhac disse...

esta un espetaculo o poema:)

alias kmo ja vem sendo habito:)

gostei imenso :)
tens mxm jeito pa escrita joao:)

bjs

Nekinha disse...

muito bacano msm *
Adorei o que escreveste ! Continua...

Raquel Paiva disse...

Adorei @

Anónimo disse...

Oh Primo ensina-me lá a escrver, porqe isto e' uma concentraçao de ratazanas xD ehehehe
Joao B.

Anónimo disse...

Olá Mação, tens muito jeito de pa escreveres textos simplismente LINDOS! =)
Tu escreves tão bem *.*
Dou-te os meus parabens! Tens Futuro pela Frente!:)

Bjokas grandes pa ti ** xD

Ana Tavares [Amiga do Diogo Mendes]

Anónimo disse...

tens mesmo muito jeito e nao pareces nada assim =))
gostei =D

Anónimo disse...

xana =)

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,