Best*

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Mação o Elaborador

Povos são comandados,

Cegos parecem estar,

Porque esse comandante,

O povo quer matar.

Aprender a enfrentar os medos,

É a solução a implementar,

Já chega de suplementos,

Há manos que cantam mas o que fazem é matar.

Muitos com a ansiedade,

A ganância cega,

Seguem sem liberdade,

A destruição da vida bela,

Um dia perceberão,

A ideia no cérebro cimentada e que com eles morrerão.

O mundo não é rosa,

Negro esta a ser cruel,

Estes manos ainda gozam,

Enfrenta a música e para ela tens de ser fiel.

Sem olhar, qual o sentido,

Só olham, fazem estrilho,

Vendo enormes estragos,

Só vejo feridos e drogados,

Mal tratados,

Pelos pais foram enterrados.

Tentam avisar entes queridos,

Mas com as cordas cortadas,

Deixam morrer os filhos,

Porque as drogas foram implementadas.

Uns tentam subornar o publico,

Usando obras já elaboradas,

Fazem de nós o povo estúpido,

Cantado com obras massacradas.

Chegam ao estúdio,

Fazem figuras, estúpido,

Vão direccionados e pensam apenas em lazer

Sem entender o que fazer

Não entendem o porque de gostar,

Eles cantam cantam para poderem apenas se sustentar.


hehhe magnifico quanto a mim, para vocês não sei basta comentarem!