Best*

terça-feira, 8 de julho de 2008

Se tu és real, acredita.

Se tu és,

Aquilo que sempre quis,

Porquê de não tentar,

Se posso ser feliz.

És tu,

Sou eu,

Dois envergonhados,

Mas o amor não desapareceu.

Eu acanhado,

Tu acanhada,

Eu para o teu lado,

E tu mudavas para o outro lado da estrada.

Eu olhava,

Tu a cabeça baixavas,

Eu desesperava,

E tu querias mas não ignoravas.

Eu tinha boca trancada,

Tu a tua alma desencontrada,

Juntos podíamos vencer,

Mas sim era um adversário duro de roer.

Eu falava falava,

Tu tentavas tentavas,

Sorriamos e dávamos gargalhadas,

Da nossa estupidez até achávamos piada.

Duas crianças,

Lado a lado como num baloiço,

Desenquadradas,

Podia falar mas não te oiço.

Não podia ser,

Entrosamento tinha de haver,

Se a dificuldade era vencer,

Algo tinha-se que fazer.

O mais importante,

Era essa dificuldade juntos superarmos,

Era muito dignificante,

Os dois lutarmos e por o mesmo gostarmos.

Eu olhava de esguelha,

A tua espera,

E sem que necessitasses mostravas a tua beleza,

E eu gemia baixo dizendo que eras bela.

Tu olhavas acanhada,

E Eu ao mesmo tempo topava,

Vergonha de olhares para alguém,

Que de mim só achavas bem.

Nem gemias de tão acanhada,

Eu ao teu lado suspeitava,

Que relação a mim algo se passava,

Não dizia nada porque só desorientava.

Um mapa,

Uma carta,

Não interessa,

Algo tenho que fazer para que a convença.

Palavras bonitas e estruturadas,

Escrevia num bloco de notas,

Com sentido e bem organizadas,

Algo que fazia sorrir a mim a ti e até os meus cotas,

Porque tudo vem de mim,

Palavras que alegria continham,

E poder tal que até a ti fazia sorrir,

E assim até os teus amigos graças a ti me olá diziam,

Queria fazer-te sorrir,

Também queria porte a divertir,

Tu sorrias e a felicidade demonstravas,

E assim algum dia dirias que me amavas.

Obrigado por tudo,

Porque ao pensar em ti,

Fizeste de mim um sortudo,

Porque é um orgulho para mim,

Ao pensar em algo que eu sonhava,

Poder demonstrar,

Num papel muito bem essa vida representava,

E eu só olhar espero ficar.





dedicada a uma pessoa que possivelmente nunca esta coisa escrita vai ler, mas foi ao pensar nela que o escrevi, como é especial escrever algo que poderá ou não ou nunca ser real! (F)


2 comentários:

ana disse...

como é que é possivel ninguem comentar este blog?
ja ta nos meus favoritos xD
confesso q nem sempre ligo qd aparece a caixinha a piscar p ir ver o novo journal do hi5. por vezes vou la, e ja me tinha apercebido q escrevias mt bem, mas o hi5 é aquela cena... e um blog pode trazer mt mais seriedade.
e este sim!
o q tu escreves nao sao textinhos p passar o tempo, é arte! admito nao ter gostado de todos, alguns seguem uma linha bastante irreverente mesmo! mas na maioria gostei sim! tentei escolher aquele q me tocou mais p comentar e realmente foi este! gostei do tema=) repulsiono bastante a dor e a desilusao, mas atraio o amor e o carinho xD
e tu es um verdadeiro artista!
da minha parte, ja tens o teu valor reconhecido!parabens!

bjinho*

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,